Allie é fofura. O que falar dessa menina linda que conheço há alguns anos e a vi amadurecer tão grandiosamente? Ela que é flor no botão e tem tanto para mostrar ao mundo, que é poesia sem saber, me contemplou com uma sessão leve, divertida e cheia de significado.

Para ela que é menina, quis explorar toda a delicadeza de alguém que está em construção. Alguém que se desconstrói e se reinventa a cada dia, para se tornar o melhor que pode ser.

 Ela que já chegou perguntando o que fazia, respondi que nada deveria fazer, mil poses forçadas nunca poderiam revelar o que cada sorriso, cada olhar quis dizer.

Em Allie há a menina que se doa integralmente o que se propõe a fazer. Nos primeiros 10 minutos de sessão, com medo da chuva que estava por vir, já pedi para deitar no chão para fazer a primeira foto e ela sem titubear o fez e me presenteou com um registro lindo, de uma sutileza ímpar que soube representar muito bem a doçura que emana dela.

Ela que nunca havia subido numa árvore, subiu na sessão em duas, nos arrancando boas risadas e um galo na minha cabeça, já que resolvi dar um beijo de nuca num galho, desastrada, para variar.

Allie, eu estou tão orgulhosa de você. Você que não vê a própria força, que só não é tornado porque é incapaz de levar destruição por onde passa. Você é brisa, menina, que refresca e alivia os dias. Seja sempre leve e iluminada. Seja sempre você.

Obrigada pela sessão linda <3

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: